Número total de visualizações de página

domingo, 18 de dezembro de 2011

O virar de costas...

Com a situação social a piorar todos os dias e a assistir-se a um constante ataque à classe trabalhadora pelo governo mais à direita dos últimos 37 anos (sim! Mais à direita só antes do 25 de Abril)  temos os dois partidos de esquerda mais preocupados com situações menores no meio de tudo o que nos ataca como um referendo à privatização da água, quando deveria haver um referendo à austeridade e à política suicida conduzida por sucessivos governos. Recentemente (relativamente) tivemos as eleições na Madeira, e encontrámos a esquerda completamente esfrangalhada e com propostas de um reformisto que só lembraria a leitores assíduos de Edward Bernstein (um dos criadores da social-democracia).  O senhor Jardim (um dos últimos "senhores do cadeirão" da Europa) é responsável pelas negociatas que conduziram a Madeira à situação de não conseguir saber como vai ser o dia seguinte. Nestes dias são aumentados os impostos, em especial sobre as PME's da zona continuando o grande capital ao abrigo da "zona franca" na qual conseguem pagar uma taxa de imposto que é um insulto para todos os trabalhadores. Essa falta de união à esquerda contra o inimigo nº1 do povo madeirense proporcionou mais uma vez a vitória à direita e sacrificou novamente o povo.
Claro que esta opinião é desmentida de imediato pelo PCP  que como sempre é o eterno vencedor das eleições. Pois embora tenham tido o resultado mais baixo da ultima década digamos que para os lados da Rua Soeiro Pereira Gomes não se passa nada. Relativamente ao BE a situação é a mesma, com a  agravante de que com o objectivo de fortalecer a campanha o "ilustre" Francisco Anacleto Louça se tenha deslocado à Madeira com o objectivo de defender um aumento de impostos (!), campanha essa que veio a resultar num decepcionante ultimo lugar e correspondente saída do parlamento regional.
Agora podíamos dizer como já foi dito "o povo virou à direita"...mas será que quem virou à direita foi o Povo ou foram o PCP e o BE?? Diria estes dois partidos viraram à direita e não o povo. Estes dois partidos já não representam a esquerda.E o povo na ânsia de votar em algo que não fosse o PSD virou-se para quem atacava o governo regional, respectivamente CDS...PTP... PAN

Estamos numa situação em que estes dois partidos viraram as costas ao Povo concentrando-se nos "tachos" de S. bento. Cada vez mais é necessário uma alternativa de esquerda credível que defenda e dê voz aos trabalhadores, estudantes e reformados deste país.

Sem comentários:

Enviar um comentário