Número total de visualizações de página

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

"Os Políticos deviam ganhar o mesmo que ganham no privado"

Ao que parece a estar na Assembleia da República ou no Governo é um "emprego" precário, em que se recebe pouco para o extraordinário trabalho que se faz. Pelo menos deve ser o pensamento de Hugo Soares, Líder da JSD e Vice-presidente do grupo parlamentar do PSD.

"Vir para o governo ganhar 3500 euros com a precariedade de estar no governo e de, de um momento para o outro, poder ir embora?"

Podemos a partir daqui concluir que se os membros do governo com salários destes vivem na precariedade...que dizer dos mais de 500 000 (e os números não estão actualizados) de pessoas que recebem 475 euros de ordenado.

Além da precariedade que os membros do governo ou da Assembleia da República sofrem, segundo este deputado do PSD, o valor de 3500 euros é pouco e por isso deveriam ganhar mais. Quanto mais perguntamos nós? 

"Haveria um ordenado-base e quem quisesse ganhar mais deveria ganhar a média do que ganhou nos últimos cinco anos no privado."

Portanto, podemos concluir que haveria a possibilidade de haver pessoas como o António Mexia, que se viessem para o governo iriam ganhar mais de 4 milhões de euros por ano pagos pelo erário público!

Ao mesmo tempo que o deputado Hugo Soares defende isto (salário mais elevados e sem limite máximo), também é favorável a que a saúde e a educação sejam pagas e não um direito dos mais básicos!
Eu até diria para ele sair e ir para o privado que faria melhor figura...mas não o consigo dizer, pois no privado só faria asneira de certeza e para o lugar dele iria outro igual. Portanto o que resta é expulsar (de qualquer forma) estes "senhores" do poleiro que ocupam para tirarem as mãos do dinheiro que é de todos os que trabalham!




Sem comentários:

Enviar um comentário